Manual para os donos de animais:

Como se deve tratar o Médico Veterinário

1. Médico Veterinário dorme. Pode parecer mentira, mas Médico Veterinário precisa dormir como qualquer outra pessoa. Não o acorde sem necessidade.

2. Médico Veterinário come. Inacreditável, não? Mas é verdade. Médico Veterinário também se alimenta, e tem hora para isso.

3. Médico Veterinário pode ter família. Essa é a mais incrível de todas: mesmo sendo Médico Veterinário a pessoa precisa descansar no final de semana e precisa de um tempo com a família.

4. Pergunta: Nas situações acima o Médico Veterinário atende? Resposta: Sim. Pode atender, desde que seja pago por isso. Desnecessário dizer que nesses casos o atendimento tem custo adicional. Por favor não pechinche. Ah. E cara feia na hora de assinar cheque não diminui o que você tem que pagar. Se queria mais barato poderia ter procurado outro profissional. O combinado não é caro.

5. Outra pergunta: Se eu quiser que o Médico Veterinário atenda um retorno nessas horas, tenho que pagar? Outra resposta: LÓGICO !!!

6. Médico Veterinário precisa de dinheiro. Por essa você não esperava, né? É surpreendente mas Médico Veterinário também paga impostos, alimentação, combustível, vestuário, etc.

7. Uma coisa bizarra: Os medicamentos que ele tem, não chegam a ele gratuitamente. Impressionante, não? Entendeu agora o motivo dele cobrar quando usa algum?

8. Medicar animais é trabalho. E trabalho sério. Pode parar de rir. Não é piada.

9. Não é possível examinar animais pelo telefone. Essa nem vou comentar.

10. De uma vez por todas, para reforçar: Médico Veterinário não é vidente. Ele precisa examinar o animal e muitas vezes precisa de exames complementares. Se quer milagre, tente uma macumba e deixe o Médico Veterinário em paz.

11. Consulta custa R$ 50,00 mas olhadinha R$ 150,00

12. Não é por que o paciente faleceu que o médico não presta, ou ainda VOCÊ não precise pagar a conta.... O Médico Veterinário por melhor que seja, ainda está abaixo de Deus.

13. Pacientes terminais morrem, e o clínico tem de receber pela consulta sim...

14. O uso do celular: Celular é ferramenta de trabalho. Por favor ligue apenas quando necessário. Fora do horário de expediente, mesmo que você ainda não tenha acreditado, o Médico Veterinário pode estar fazendo alguma daquelas coisas que você pensou que ele não fazia, como dormir por exemplo.

15. Antes da consulta: Por favor marque hora. Se não marcar, não fique andando de um lado para o outro na sala de espera e nem pressionando a secretária. Ela não tem culpa da sua idiotice. Ah! E não espere que o clínico vá te colocar no horário de quem já marcou. Se tiver fila, você vai ficar por último. Na próxima vez ligue antes. Só venha sem marcar em caso de emergência (que seja realmente emergência) por favor.

16. Se quer ser reconhecida no telefone, diga alguma coisa consistente. Um "oi, lembra de mim?" só desperta vontade de responder que está na cara que o clínico reconhece a voz de cada uma das milhares de pessoas que já passaram por lá. Se já faz mais de um ano que você não aparece, fica ainda mais difícil. Ah! E existe mais de uma "Maria, dona do Rex" no mundo. Repetir a mesma pergunta mais de cinco vezes não vai mudar a resposta. Por favor, repita no máximo três. O clínico não está sob investigação policial.

17. Quando se diz que o horário de atendimento é até meio dia, não significa que você pode chegar 11:55. Se chegar o preço é outro, ou volte depois do almoço. O mesmo vale na hora do fim do expediente. Emergência? Claro que o Médico Veterinário atende, mas se estiver fora do horário normal, está fora do preço normal.

18. A cor e a quantidade de urina que seu cão produz é um dado importante para o veterinário, mas basta que ele urine uma ou duas vezes para que tudo seja esclarecido. Não é bonito deixá-lo fazer xixi em toda a sala de espera, principalmente se ouvir o comentário de que a faxineira não trabalha 24 horas.

19. Na hora da consulta: Bastam alguns membros da família para acompanhar o animal e responder às perguntas do clínico. Por favor deixe os amigos do cunhado e seus vizinhos com respectivos filhos nas casas deles. Embora seja quase uma "performance", não há justificativa para que seu filho convide a classe inteira para acompanhar seu cão ao veterinário.

20. Sim, a forma que o Médico Veterinário usa o termômetro para aferir a temperatura é meio estranha, mas se os coleguinhas não acreditarem, azar deles. Não precisa trazê-los para provar que não mentiu.

21. Não importa o quanto seu bichinho é dócil em casa. Se o Médico Veterinário sentir necessidade de colocar uma mordaça é direito dele. Se o dono não me deixar colocar mordaça eu não atendo! Preciso das minhas mãos para trabalhar.

22. Médico Veterinário também se fere e sangra. Nem vou dizer que Médico Veterinário também sente medo, para não cair em descrédito.

23. Por favor controle sua criança. Se perceber que seu anjinho está destruindo o ambulatório, não espere que o Médico Veterinário assuma o papel de educador que é de sua responsabilidade. É constrangedor para todos. Se não consegue controlar a candura, diga para ela fazer companhia aos amigos do seu cunhado e vizinhos. (se eles estiverem no lugar certo)

24. Não fique bombardeando o Médico Veterinário com milhares de perguntas durante o atendimento. Isso tira a concentração, além de torrar a paciência. Evite perguntas que não tenham relação com o caso

25. Paciência você já sabia que Médico Veterinário tem não é? Mas aposto que foi uma surpresa descobrir que ela tem limites.

26. Falando em limite... uma conversinha pessoal pode até dar um tempero ao atendimento, mas a vida sexual da sua amiga definitivamente não interessa ao clínico. Principalmente se você resolver confidenciar isso na hora em que ele estiver usando o estetoscópio.

27. Dificilmente um quadro clínico se altera em menos de cinco minutos. Não adianta ficar ligando a todo instante para saber do animal internado. Parentes e amigos também podem ligar, mas por favor não fique pedindo isso a eles toda hora.

28. Visitas aos internados são até desejáveis, mas você vai concordar que duas horas é tempo mais do que suficiente para ver como está seu bichinho, né? E se notar que ele fica muito agitado, gritando depois que você sai, evite visitar, ou venha no final da tarde. Além de não ser bom para o animal, se o Médico Veterinário puder começar o dia sem berros na orelha, ele prefere.

29. Ao visitar, lembre-se do seu endereço. Você não está na sua casa. Não fique circulando pela clínica, muito menos queira ficar bisbilhotando o que o clínico está fazendo. Se ele estiver escrevendo no computador, melhor não ir olhar o que é. Pode ser um texto como esse e você vai ficar envergonhado. Se é que alguém que faz isso tem um mínimo de vergonha.

30. Infelizmente, a cada consulta, o Médico Veterinário só poderá examinar um animal. Trazer sua cachorrinha para o parto e ficar tentando sair da clínica com uma receita para o seu outro cachorro - aquele que se coça até sangrar, e que não respondeu ao óleo queimado, enxofre, creolina e ervas em geral- é inútil.

31. Lamentamos informar, mas seu outro cão também terá que passar por consulta, e pagar por ela. Não é porque você finalmente decidiu-se a levar seu cão de 10 anos pela primeira vez ao veterinário, que ele tem a obrigação de resolver todos os problemas de uma só vez, em apenas uma consulta. Primeiro será tratado o câncer, a diabete, e a insuficiência cardíaca. Depois que a vida estiver considerada como salva, é que você receberá a receita de vermífugos, antipulga, e quem sabe também a receita sobre o tratamento daquela "bolinha" na pele que ele tem há 8 anos, e nunca incomodou.

32. Se o seu Médico Veterinário examinou seu cão, fez exames complementares, estudou o caso e te disse que é necessário fazer uma cirurgia, não tente dissuadi-lo disso só porque o cão do seu amigo também mancava da mesma pata e nem precisou operar. Cada caso é um caso, e não existe só um motivo para que os cães manquem, se cocem, ou parem de comer.

33. Não. Lamento decepcionar, mas a cirurgia de osteossíntese que talvez precise ser feita naquela fratura do seu cão, não está inclusa no preço da consulta.

34. Deixe para fazer retorno somente depois de ter comprado e administrado os remédios que constam da receita. Por mais que se esforce, o Médico Veterinário não conseguirá melhorar seu cão examinando-o 2 vezes ao dia, se ele não for medicado. Compreendemos que o remédio é pago e o retorno é gratuito, mas nesse caso específico você terá que gastar.

35. O Médico Veterinário não deixará de cobrar a consulta só porque você já gastou demais comprando remédios na avicultura. Pergunte para o Zé do balcão onde ele se formou! Não foram os veterinários que inventaram o ditado "O barato sai caro".

36. Encontrou um animal ferido na rua? Está com pena dele? Então leve ele a um Veterinário. Mas não se esqueça dos tópicos acima. Se está a fim de fazer uma boa ação, pague por ela. Não venha querer exigir que outros paguem por sua "nobreza".

37. Não trouxe dinheiro? Você sabia que até para freqüentar a Casa da Mãe Joana precisa ter dinheiro? E que tal dizer que está sem dinheiro ANTES da consulta? Mas Doutora, você não se formou para isso? Não deve ajudar todo mundo? Ta bom, e vou comer o que? Como vou pagar as contas? E você trabalha de graça também?

Este post foi quase um desabafo... de uma veterinária que esta bem cansada de ser maltratada!

Parece mentira, mas tudo que esta escrito ai faz parte do dia-a-dia de nós médicos veterinários.