Coprofagia, o que fazer ??

Doutora, meu cão esta comendo as próprias fezes! O que devo fazer?

Algumas pessoas só percebem a coprofagia quando notam que não precisam mais limpar as fezes de seus cães, porque automaticamente elas somem!

Também ouço relatos engraçados de pessoas que são recebidas em casa com rabinhos abanando e dentinhos sujos de cocô!

Acreditem, a coprofaia é muito mais comum do que muitas pessoas pensam!!

Coprofagia é o ato de comer fezes próprias ou de outro animal.

Inumeras podem ser as causas, tanto por fatores nutricionais como por fatores comportamentais.

Quanto a tratamentos, muitas vezes não é fácil, e alguns donos chegam mesmo a desistir.

Por estes e outros motivos a coprofagia deve ser levada à sério e somente um Médico Veterinário poderá identificar uma causa e mesmo a solução para o problema.

As causas nutricionais podem ser:

- Baixos níveis protéicos ou alimentação insuficiente.
- Dietas ricas em carboidratos e fibras.
- Verminoses.
- Pancreatite Crônica.
- Síndrome da Má Absorção

Causas comportamentais :

- Cadelas comem fezes das crias.
- Ansiedade.
- Estresse.
- Animais entediados.
- Animais que querem chamar a atenção.
- Animais que ficam muito tempo sozinhos.

Quanto aos tratamentos disponíveis as opiniões são diversas.

Hoje em dia existem no mercado medicações que deixam as fezes do animal com um gosto pouco agradável e consequêntimente o cão deixa de come-las.

Já ouvi relatos de sucesso e também de falha no tratamento com esta medicação.

Por isso algumas vezes prefiro indicar a famosa pimentinha no côco, pois vejo que os meus clientes tem mais sucesso do que com a medicação.

Mas acreditem, tem animais que acham que o côco fica temperado e tem o gosto melhor com a pimentinha.

Por fim, acredito que seja válida a terapia com florais de Bach. Ou mesmo a associação da terapia medicamentosa com o uso de florais.

Resumindo, cada caso é um caso e o que não funciona para um cão pode funcionar com o outro. O importante é ter muita paciência com seu animalzinho de estimação. Eles não tem consciência do que estão fazendo. Nunca bata neles!!

O mais importante é não desistir e sempre consultar um Médico Veterinário de confiança.