Atividades para cães mais trânquilos

Participar de competições aprimora o comportamento do cão e diverte

Nestes tempos de valorização da boa educação canina, crescem as atividades em que donos e cães competem juntos e tornam os cães cada vez melhores. A preferida entre elas põe em destaque a agilidade e a obediência do cão bem como a interatividade com o dono. É o Agility. No ano passado, o número de participantes nos Estados Unidos correspondeu a dois terços de todos os cachorros que receberam registros no Brasil, no mesmo período. "Cerca de 65 mil cães disputaram Agility nos Estados Unidos em 1998, mais de 95% deles formando dupla com os próprios donos", declara Nancy Matlock, diretora de operações do American Kennel Club (AKC). "As cerca de 600 provas de Agility feitas no ano passado aumentaram para 700 a 800 neste ano, e podem chegar a mil no ano que vem."

Outra fórmula vencedora é a das competições exclusivamente de obediência. "Houve mais de 2 mil Gincanas de Obediência oficiais no ano passado nos Estados Unidos", anuncia Nancy. "No total foram cerca de 110 mil inscrições, com aproximadamente 95% dos cães conduzidos pelos proprietários."

O Schutzhund, que testa a obediência, o faro e o ataque do cão, é praticado por um grupo específico, mas importante.

"Mais de 2.000 cães competem em Schutzhund nos Estados Unidos e pelos menos 80% deles apresentados pelos próprios donos", estima Sandi Purdy, secretária da entidade norte-americana que organiza cerca da metade das provas daquele país, a DVG América

Todos são beneficiados com a atividade. "As competições oferecem ao cão oportunidade de exercício, de maior convívio com o proprietário, com outros cães e com pessoas", destaca o veterinário especializado em comportamento animal Mauro Lantzman, de São Paulo. "A coordenação, o esforço e a atenção exigidos do cão são importantes na consolidação do processo de obediência e de manutenção da dominância do dono", acrescenta.